"LANÇA O TEU PÃO SOBRE AS ÁGUAS, PORQUE DEPOIS DE MUITOS DIAS O ACHARÁS" - Eclesiastes 11.1

Queridos em Cristo Jesus...

É normal do ser humano o desejo de obter sucesso, retorno imediato e reconhecimento a curto prazo em tudo o que se está fazendo. Porém, quando um destes ítens não fazem parte do seu dia a dia, logo, este entra em um conflito consigo mesmo e com os outros. surge então, as indagações: "O que fiz de errado?"; "Porque ninguém enxerga o que faço?"; "Não vou fazer mais nada também, não é isso o que eles quérem?"...... E por aí vai. Tantas outras afirmativas e interrogativas que se seguem, sem aumenos lembrar-se de uma promessa advinda da parte do Senhor nosso Deus:

"- Guardai-vos, não façais as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tendes recompensa junto de vosso Pai que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem honrados dos homens; em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando dás esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita, para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te retribuirá." (Mateus 6.1-4)

Não importa o que façamos, seja do ato mais humilde ao mais nobre, façamos visando sempre a glorificação e exaltação do nome de Deus, sem esperarmos algo em troca pelo que fizemos, estamos fazendo, ou ainda, iremos fazer. Pois com Deus não se faz barganhas.

Não adianta intentarmos em nosso coração nos dedicarmos ao Evangelho de nosso Senhor e Salvador Jesus cristo com tanto esmero visando a primazia de obtermos algum Status com isso, seja ele qual for.

Não adianta desejarmos que Almas se convertam, que sejam libertas da opressão, seja ela qual for, e das enfermidades, se a cada culto em que realizamos no templo onde reunimos para cultuarmos à Deus, não guardarmos os nossos pés quando adentramos à casa de Deus.

A adoração ao Senhor nosso Deus é santa e pura, e não consiste em exibicionismo de quem louva melhor, prega melhor, ou ainda, qual grupo toca melhor. Ela consiste de um quebrantamento de espírito (o mesmo que prostar-se) em reconhecimento a nossa pequenez e reverencia à Santidade de Deus. Quando ela assim é feita, há evidências de um culto racional, não baseado em falácias humanas ou em emocionalismo, mas no agir sobrenatural do Senhor no instante em que se adora o Criador Rei dos Reis e Senhor dos Senhores!

Que possamos continuamente clamar ao Senhor Deus pelo poder que há no nome de Jesus Cristo, a fim de que Deus possa por sua infinita graça e misericórdia, a benefício e edificação do corpo de Cristo na Terra (a Igreja) nos conceder a maturidade espiritual, o Dom da sabedoria, da humildade, do amor autêntico ao próximo em obras e verdade, e, o discernimento de espíritos e de tudo quanto nos circundam no dia a dia, a fim de podermos estar àptos à toda boa obra, para que possamos nos aprensentar à Deus aprovados como obreiros de que não têm de que se envergonhar (pecado oculto) e que maneja bem a Palavra da Verdade.

Por fim, o ser humano possui vários planos e sonhos que ele deseja que se realize em sua vida. Mas será que os planos e sonhos de Deus são a Primazia em sua vida? Será que temos a humildade de entregarmos nossos planos, metas, objetivos e sonhos para serem pesados pelo Senhor?

Temos nós a coragem de dirigirmos ao Senhor Deus as mesmas palavras que nosso irmão em Cristo Jó disse: "Pesa-me em balanças fiéis, e saberá Deus a minha sinceridade." (Jó 31.6), e tão somente aguardarmos o tempo certo do agir de Deus em nossas vidas?

Queridos em Cristo Jesus, por mais doloroso possa parecer ser a espera pelo cumprimento dàquilo que há tanto tempo o Senhor lhe prometeu, ou ainda, àquela petição que há muito ainda parece não ter sida respondida pelo Senhor.

Temos que entender o real significado do que está escrito em Salmos 37 versículos 4 e 5, vai muito além do que podemos enxergar ou sequér imaginar, onde o Senhor Deus orienta-nos a descansarmos nEle e Ele nos concederá o desejo de nossos corações (De forma que não fira à Santidade de Deus), e tão somente entregarmos o nosso caminho (nossa vida e forma de viver) ao Senhor e que o mais o Senhor fará (o Senhor conduzirá nossas vidas sob sua sábia direção, nos instruirá e ensinará o caminho que devemos seguir e nos guiará com os seus olhos Sl 32.8). É por isso que muitas das vezes, quando o ser humano deseja trilhar um caminho para sí, e não consegue obter êxito nisso. Pois, ele próprio ao aceitar o Senhor e salvador Jesus Cristo como único e suficiente salvador de sua alma, ele pediu ao Senhor que lhe guia-se em toda a maneira de viver. Isso não quer dizer que nossos sonhos, planos e projetos serão sempre reprovados pelo Senhor Deus. Muito pelo contrário, temos que formulá-los sob a sábia e contínua direção do Senhor e inspirados pelo Espírito Santo, a fim de obtermos êxito em todos os nossos planos e projetos.

Que o Senhor Deus possa nos conceder a sabedoria de permitirmos estar nossa vida sob sua sábia direção, pois se julgo ser meus planos bons, os planos do Senhor são melhores. Ainda mais, porque o Senhor é tão Onisciente, Onipotente e Onipresente, que ainda possui em seu poder o que conhecemos como a preeminência de Deus. Pense nisso!

Que Deus vos abençôe hoje e sempre em nome de Jesus Cristo, e que toda sorte de bençãos advindas da parte de Deus seja sobre a sua Igreja na Terra! Amém.

domingo, 24 de junho de 2007

ANÁLISE PROFÉTICA DO LIVRO DE JEREMIAS

TEMA: “VOCAÇÃO MISSIONÁRIA”.
“Versículo Chave:”


“Olha, ponho – te nestes dias sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares.”
Livro de Jeremias: Capítulo 01 – Versículo 10


“... porque eu velo sobre a minha palavra para cumprir”.

Livro de Jeremias: Capítulo 01 – Versículo 12 – Parte: C

Palestrante:
Rômulo Oliveira Araújo




AGRADECIMENTO:



Agradeço à Trindade Divina: Deus Pai - Deus Filho - Deus Espírito Santo, por tornar possível esta publicação, cuja obra será usada a benefício do Reino de Deus e da Igreja de Cristo.
Sou grato também ao meu irmão e “pai na fé” em Cristo Jesus: “Ricardo Ribeiro Pereira”, o qual me deu todo um apoio espiritual e didático, facilitando esta publicação.
Como diz em Provérbios 19:14 – “A casa e os bens são herança dos pais; porém do SENHOR vem à esposa prudente”.
Esta passagem cumpriu-se em minha vida, quando me encontrava já desestimulado em dar seguimento à publicação desta apostila, devido às muitas dificuldades encontradas. Deus em sua infinita misericórdia, viu que faltava algo em minha vida. Foi então que, resolveu abençoar-me colocando em minha vida uma companheira linda, maravilhosa, doce, meiga, irmã, amiga, amável e ao mesmo tempo, Profetisa do Deus Vivo: Um verdadeiro instrumento nas mãos do Senhor: Michelle Lima da Costa, este é sim, é o nome da única mulher a qual amo tanto, e dedico esta publicação, por ter-me dado todo apoio necessário à divulgação dessa obra maravilhosa. Deixo ainda para minha amada:
Provérbios 31:10,11a – “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. O coração do seu marido está nela confiado”.
Michelle: que o Senhor venha abençoar muito em breve nossa união conjugal, nos concedendo um excelente matrimônio no Senhor!
Espero ainda que o conteúdo desta apostila sirva de despertamento espiritual para àqueles que intitulam – se cristãos na casa de Deus.
Que Deus nos abençoe!

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam”. (João 5:39)



SUMÁRIO




Agradecimentos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .01
Sumário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 02
Comentário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 03
Vocação de Jeremias: “A fé posta à prova”. . . . . . . . . . . . 04
O significado do nome de Jeremias. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .05
Autoridade e unção no falar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .07
A devoção do “Profeta das lágrimas”. . . . . . . . . . . . . . . . . .08
Completando a carreira proposta. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09
O cumprimento das profecias preditas. . . . . . . . . . . . . . . . 11
Disposições finais. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13
Bibliografia। . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .14






COMENTÁRIO


Contemporaneamente há uma pestilência afetando a Noiva do Cordeiro. Manchando suas vestiduras, corrompendo – a e tornando – a impura e imprópria para a união com o Noivo. Trata – se do conformismo e da libertinagem do pecado.
O Espírito Santo de Deus já não tem inundado mais vidas como anteriormente. Quem era usado por Deus com o Dom de falar noutras línguas, hoje, não é mais. Quem orava três, quatro, e até cinco vezes por dia, agora, chega aos cultos após o período de oração, alegando não ter mais assuntos para orar. Ou até mesmo, quando chega ao período de oração, ao invés de orar, encontra um (a) parceiro (a) de banco para colocar as conversas em dias, matar a saudade. Àquele que outrora pregara o Evangelho de Cristo com tanta eloqüência, e que defendia com tanta veemência e segurança os bons costumes seguidos das Sãns Doutrinas, agora, acha – se esmorecido. E ainda por cima, fere a integridade cristã, entrando em contradições com o que outrora ensinava. E o modo de vida já não condiz mais com o de cristão autêntico em Cristo Jesus. E às vezes, ou, quase sempre, tem convivido com o fracasso, o sofrimento, a angústia, a solidão, o rancor, a mágoa, a tristeza, a insatisfação e a desilusão em quase tudo. Isso, quando não é em todos os aspectos de sua vida. Tudo dá errado, e nada mais dá certo em sua vida. Chegando até mesmo desejar a morte como solução. A Bíblia Sagrada, que é a Palavra de Deus, traz a resposta a qual você tanto anseia. Leiamos com atenção: 2ª Cr 7.14; 1ª Jo 1.09; 1ª Jo 2.01; 1ª Jo 2.03; Os 6.03; Os 13.5; Jo 4.14; Is 50.08; Is 50.09; Hb 9.14; 1ª Pe 1.22.
A partir deste momento quem encontrava – se nessas incondições espirituais, ao término do estudo sairá fortificado e transbordante da unção, poder e autoridade de Deus.
Aprenderemos aqui com o “Profeta das lágrimas”, o segredo de obtermos uma vida de vitórias constantes na presença do Senhor. Aprenderemos também a ouvirmos a vocação de Deus em nossas vidas; A superarmos as intempéries que surgem repentinamente em nossas vidas e sairmos mais do que vencedores em Cristo Jesus.
Veremos qual foi à verdadeira postura do homem de Deus diante de um povo que outrora obedeciam a Deus, mas, que, mais adiante, desviaram – se da presença de Deus, esquecendo – se de suas promessas, e negligenciaram a sua Palavra. Ver: Mt 24.35; Mc 13.31; Is 40.08; 1ª Pe 1.25.



VOCAÇÃO DE JEREMIAS: “A FÉ POSTA À PROVA”


“Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísse da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta”. Jeremias 1.05

Antes de Jeremias nascer, Deus já havia determinado que ele fosse profeta. Assim como Deus tinha um plano para a vida de Jeremias, Ele também tem um para cada pessoa. Seu alvo é que o crente viva segundo a sua vontade e deixe que Ele cumpra seu plano em sua vida. Assim, como no caso de Jeremias, viver segundo os planos de Deus pode significar sofrimento (Is 48.10; Jo 16.33b; (Sl34. 19). Porém, Deus sempre opera visando o melhor para nós (Ver: Rm 8.28; Rm 8.30; Rm 8.31; Rm 8.33; Rm 8.35; Rm 8.37; 1ª Pe 2.09; Jo 17.22; Is 60.01).
Jeremias ao iniciar o seu ministério profético era jovem ainda. Ele hesitou e temeu ante a extraordinária missão de falar a Palavra do Senhor aos anciãos de Jerusalém (Jr 1.06 – 7). Deus o assistiu com a promessa de que estaria com ele e lhe daria poder para cumprir sua chamada (Jr 1.08 - 10).
Jeremias tinha todo motivo para hesitar e temer diante de sua missão. Pois ele teria que exortar e repreender nada mais, nada menos, que os anciãos de Jerusalém, bem como o povo.
Naquela época, eram os anciãos tidos pelo povo como os mais sábios em instruções e conselhos; eram eles os responsáveis por conduzir o povo de Deus em sua direção. Mas como? – Se até os próprios “sacerdotes e profetas” haviam – se corrompido! – Que missão difícil Jeremias tinha agora, não? – Pois é. Mas assim como o profeta Miquéias disse em seu livro no capítulo três e versículo oito, ao povo de Israel: “Mas, decerto, eu sou cheio da força do Espírito do Senhor e cheio de juízo e de ânimo, para anunciar a Jacó a sua transgressão e a Israel o seu pecado”. Assim fez também Jeremias, certo e convicto da presença de Deus.
Amado (a) irmão (â) em Cristo Jesus, Deus tem te colocado como cabeça e não por cauda em sua obra. Porque então, insistes tanto em atrasar a obra de Deus em sua vida?
“Se hoje ouvirdes a sua voz, não endureçais o coração”. Sl 95.07b e Sl 95. 08ª.
Não importa qual a tarefa que você esteja executando para Deus. Ele sempre promete a sua presença e a sua ajuda constante, se você permanecer firme, com sua fé posta única e tão somente Nele. Leia: Ap 3.21.




O SIGNIFICADO DO NOME DE JEREMIAS


Há várias traduções estabelecidas por estudiosos da Palavra de Deus. Dentre elas, destacamos algumas traduções na forma hebraica:

& “Yirmeyahu ou Yirmeyah” _ Significa “Yahweh funda”. (o sentido do nome aponta o Todo – Poderoso Jeová como “Lançador de fundamento”.).
& “O outro lado da tradução em duplicidade dos nomes “Yirmeyahu ou Yirmeyah” e ‘ Yahweh estabelece”, “aponta” ou “envia”. A forma grega do nome hebraico de Jeremias é “Heremias”. No latim, “Jeremias”.
& YiremeYahu “_ Significa “Jeová eleva”, “Jeová lança”, ou, ainda, “o Senhor é alto”.

Jeremias é também conhecido como o “Profeta das Lágrimas”. Pertence ao Grupo dos Profetas Maiores; classificado assim por Agostinho, em virtude do volume de seus escritos.
Denota – se aqui, quão profundo era o mistério de Deus na vida desse profeta apenas pelo significado de seu nome. Você pode enxergar pelos olhos espirituais quão grandiosos é este mistério? – Aprofundemos mais no que tange à última tradução subscrita acima no texto, bem como em seus significados; e descubramos qual é a perfeita vontade de Deus Pai, para nossas vidas. Vejamos:

& “Jeová Eleva” _ Deus, em sua infinita graça, misericórdia e onisciência sabia de uma coisa: - Para que o ministério de Jeremias fosse bem sucedido em meio à realidade a qual o seu povo encontrava – se; havendo então, a necessidade de um concerto para com Ele. Agora, levanta o jovem profeta, filho do sacerdote Hilquias (que no hebraico significa “Jeová é a minha porção”), oriundo da cidade de Anatote (no hebraico: “orações respondidas”), situada no território da Tribo de Benjamim. Js 21.18; e cujo coração era voltado para Deus. Ele (Jeremias) era um jovem com uma mensagem severa, mas de coração sensível e quebrantado (Jr 8.21 - 9.1). Parece que agora pelos olhos da fé, eu vejo àquele jovem obedecendo ao ide do Senhor, e sem medir esforços coloca – se de pé na presença do Deus vivo (Ez 2.01 - 02), indo ao povo proclamando o juízo de Deus. Cumprindo – se em sua vida o que disse o apóstolo Paulo aos romanos: “Para isso mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder e para que o meu nome seja anunciado em toda terra”. (Rm 9.17b). Além do mais, Jeremias havia recebido a promessa de que o Senhor seria com ele (Ver: Jr 1.19).
Será que hoje em dias atuais tem sido diferente com a Igreja de Deus?
Deus tem buscado homens e mulheres: crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. A fim de que estejam tapando o muro e estejam na brecha! (Ver: Ez 22.30 e Am 7.07).
Podes tu responder com sinceridade e comprometimento de coração a pergunta que desde os primórdios da Igreja faz – se ressoar até os dias de hoje? – Pergunta esta, a qual encontra – se no livro de Isaías capítulo seis e versículo oito, a parte “b”, para ser preciso, que diz: “A quem enviarei e quem há de ir por nós”?
A você que respondeu “Eis – me aqui, envia – me a mim”. O Senhor fala – te desta forma em: Is 60.01; 2ª Tm 2.03; 2ª Tm 4.05; Lc 24.49; Lc 10.19; Mc 3.14 – 15; Js 1.09 e Ex 4.12. Leia. Isto é um estudo bíblico!

& “Jeová Lança” _ Deus em sua santidade e onipotência sabia que para o seu povo voltar a ter comunhão com Ele, era – lhes necessário que primordialmente abandonassem a capa da desobediência e do pecado, as quais estavam trajando (Mc 10.50 – 51). O povo tinha que se revestir do “Novo Homem” (Ef 4.24), como “Eleitos de Deus” (Cl 3.09,10,12).
Hoje não é diferente. É necessário que a Noiva de Cristo lance fora de si toda pedra de tropeço (ainda que seje esta, uma mínima coisa aos seus olhos), que tem impedido o cumprimento das promessas de Deus em sua vida. Não se conformando com o pecado e muito menos aderindo – se à libertinagem.

& “O Senhor é Alto” _ O Senhor é sobre tudo e todos. É Ele quem tira o seu povo que muitas vezes é perseguido e humilhado; e coloca – o num alto retiro e exalta – o. Porque o seu povo encontra – se edificado em Cristo, a “Rocha Eterna”, a qual subsiste a todo tipo de tempestade e intempérie (Lc6. 48). Leia ainda: Ez 21.26; Tg 4.10; 1ª Pe 5.6..




AUTORIDADE E UNÇÃO NO FALAR


Temos aprendido que Deus [1º] _ escolhe; [2º] _ chama; [3º] _ nomeia; [4º] _ consagra; e [5º] _ envia: crianças, adolescentes, jovens, adultos, anciãos, ricos, pobres, negros, amarelos e brancos. Foi sempre assim no Primeiro (Velho), e no Segundo (Novo) Testamentos.
Para que o jovem Jeremias exerce – se o seu ministério, era – lhe necessário à confirmação da chamada de Deus em sua vida (Jr 1.17 – 19).
Deus nos separa e nos prepara para tudo quanto nos pede que façamos. E quando nos prepara para alguma obra, Ele determina que a façamos. Deus preparou Jeremias para uma missão mundial.
Façamos uma simples comparação:

& (A) _ Isaías 6.07;
& (B) _ Jeremias 1.09.

É irresistível o toque divino. O toque da mão do Senhor! Deixe que Ele te toque neste momento!
Logo após o jovem profeta ter seus lábios tocados por Deus, recebendo toda autoridade e unção do Senhor para anunciar com interpridez o juízo de Deus ao povo de Judá, Jerusalém, dentre outras cidades e nações.
Jeremias começou a profetizar no Décimo Terceiro ano do rei Josias (Jr 25.03), isto é, ANO 627. Então, de 627 a 586, Jeremias profetizou em Jerusalém. Portanto: quarenta e um anos de seu ministério profético.
Já nos dias do rei Joaquim, Urias, profeta do Senhor, procedente de QuiriateJearim, associou – se a Jeremias na palavra profética contra Judá. Conseqüentemente, foi assassinado a mando de Jeoaquim (Jr 26.20 – 24). A família e a sociedade de Judá tornaram – se tão deploráveis que o próprio Deus proibiu que Jeremias tomasse mulher em casamento naquele lugar, no afã (vontade) de eximi – lo (livra – lo) das inevitáveis maldições que certamente seriam derramadas no território judeu (Jr 16.01 – 05).
- Que lição maravilhosa para nossas vidas!
Será que temos nós realizado àquilo que Deus nos tem mandado fazer? Ou temos nos calado diante da grande responsabilidade de anunciar a verdade? (Ver: Gl 5.07 e Hb 12.01). Leia também: 1ª Jo 2.20; Sl 45.07; Is 61.01; Lc 4.18; Dt 18.18 e Tg 1.22.



A DEVOÇÃO DO “PROFETA DAS LÁGRIMAS”


Hei! Imagine se o jovem Jeremias diante da sua vocação ao invés de obedecer ao ide do Senhor, tão somente, desistisse antes mesmo de iniciar a obra do Senhor?
Acaso não tinha ele motivo? – Afinal, se julgava inexperiente e imaturo para realizar a obra. Pois, julgava que não sabia falar como deveria. E quem daria ouvido a um simples e humilde jovem? (ver: Jr 1.06). Mas Deus respondeu para àquele jovem que seria com ele. (Jr 1.07,19).
Raciocinemos ainda: E se ao invés de apregoar o juízo de Deus, ele se conformasse com a situação a qual o povo de Judá se encontrava? E como resultado disso, se calasse e se ajuntasse ao povo? (Rm 12.02; Ez 2.08 – 09). Você consegue imaginar isto?
Pois é. E sabe o por quê?
Porque a vocação daquele jovem era tão profunda em Deus, que ela fazia dele um homem diferente (Ml 3.18), e especial (Zc 2.08c; Sl 17.08). Pois o aspecto de sua chamada ministerial profética era: “Chamado para arrancar, derrubar, destruir, arruinar, edificar e plantar” (Jr 1.10). Era uma chamada tão incomensurável (impossível de se medir), que ele ficar conhecido até os dias atuais como o “Profeta das Lágrimas”. Isto, devido a sua dedicação à obra do Senhor e, ao seu povo, a fim de livrá-los da ira divina (Jd v. 23).
A dedicação desse profeta era tão imensa para com as almas e para com a obra do Deus vivo que ele chegava a agonizar de tanto chorar em prol daquele povo; de tanto desejar a conversão e o concerto do povo com o senhor.
Jamais os escolhidos de Deus são convocados apenas para participar apenas de organizações, mas também, agoniações. Os filhos do Senhor agonizam em prol das almas e da obra do Senhor. O vocábulo “agonizar”, no latim, é “agonizare”. “Agonizare”, é “padecer agonia, afadigar - se, extenuar - se, afligir, agoniar, mortificar, castigar o próprio corpo (abnegação, e não masoquismo)”, etc, etc.
Jeremias tentou de diversas formas livrar o povo de Judá do ferrolho babilônico. Entretanto, os dias do ministério de Jeremias, com exceção de Josias, foram marcados por monarcas da pior espécie moral nas terras de Abraão. Contudo, a carreira de Jeremias estava escrita por Deus. Ele foi um homem que bem cedo descobriu sua chamada para bradar no território de Judá (Jr 1.04 – 10, 15,16). Foi chamado para avisar aos judeus que Babilônios os venceria de forma cruel e arrasadora, devido o povo ter deixado a “Aliança com Deus”.
Irmão (ã) em Cristo Jesus, pergunta – te o Senhor neste momento:
V “O que tem valorizado a vossa vocação a qual tenho posto em vós”?
Vede e contemplai o segredo da vida do profeta Jeremias: obediência, dedicação, purificação, santidade, fé, esperança, persistência, unção, poder sobrenatural de Deus, visão, e a presença de Deus continuamente com ele. Além da vigilância e o amor para com as almas e a obra do Senhor, acompanhada de intensa e contínua oração! Aleluia. Glorifique a Deus por isto!
Amados (as); o que Deus quis nos dizer com suas santas e poderosas palavras?
- É simples: “tem gente na casa do Senhor dizendo por aí que gostaria que Deus lhe desse uma chamada igual a do irmão (ã) fulano (a) de tal. Dizendo: Àquilo que é uma chamada. Eu queria ser assim”!
E com isso, acaba desmerecendo, ou ainda, negligenciando a própria chamada a qual tem posto Deus em sua vida. (ver: 1ª Co 7.20)
Igreja de Deus. A chave do sucesso espiritual e material, não consiste na vocação do seu próximo não! E sim, e tão somente, de sua dedicação e oração ao Senhor, valorizando e exercendo prontamente a sua vocação. Ver: Jr 33.03; Mt 6.33.
Como, pois, pode o Senhor conceder mais talentos aos seus, se alguns, em sua maioria enterram o primeiro que Deus lhes concedera?
Primeiro, faze a obra de a qual o Senhor colocou em suas mãos para fazer, sem murmuração e com perfeição (Pv 4.18). Aí sim, depois, Deus irá com toda certeza te honrar e lhe conceder mais dons espirituais e uma maior intimidade para com Ele. Leia: Ec 9.10; 1ª Co 7.20; 2ª Pe 1.10; e 1ª Co 2.09.



COMPLETANDO A CARREIRA PROPOSTA


& “Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério”. (2ª Tm 4.05)
& “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”.(2ª Tm 4.07)

Pode - se afirmar, por conseguinte, que nunca houve em todos os primórdios como nos dias de hoje um profeta como Jeremias; que padeceu por realizar a carreira a qual lhe fora proposta. (Hb 12.01)
Jeremias foi um profeta que praticamente não teve honra em sua pátria. Foi expulso de sua própria casa por seus familiares, devido o peso de sua mensagem. E com isso, andou como peregrino anunciando a mensagem profética que Deus lhe dera.
Resumindo a vida de Jeremias, certo escritor disse:
V “Nunca foi imposto sobre um homem mortal fardo mais esmagador. Em toda a história da raça judaica, nunca houve semelhante exemplo de intensa sinceridade, sofrimento sem alívio, proclamação destemida da mensagem de Deus e intercessão incansável de um profeta em favor de seu povo como se observa no ministério de Jeremias. Mas a tragédia de sua vida foi esta: pregava a ouvidos surdos e só recebia ódio em troca do seu amor aos compatriotas.” ( Farley ).
Veremos de uma forma mais aprofundada o que aconteceu no ministério de Jeremias:
& Quando voltou a Anatote, os seus injustos concidadãos, incluindo mesmo algumas pessoas de sua própria família, como se julgassem ofendidos com as repreensões do profeta, conspiraram, ou seja, ameaçaram – no de morte (Jr 11.21; Jr 12.06).
& No capítulo vinte e seis, Jeremias encontra – se na cidade de Jerusalém e é seriamente ameaçado de morte (Jr 26.1 - 12).
& No capítulo trinta e oito, outra vez Jerusalém, sede do governo judeu, depois de muito dia aprisionado num calabouço [Jr17. 16], outra vez mais Jeremias é seriamente ameaçado de morte (Jr 38.01 - 06). Enfim, ele foi amarrado em troncos como se fosse um marginal, além de sentir – se forçado a fugir da fúria dos monarcas de Jerusalém.
& Chegou a maldiçoar o seu próprio nascimento (Jr 20.07 - 18).
& Ao completar vinte e três anos de ministério profético em Judá, anunciou no governo do rei Jeoaquim, que o tempo de cativeiro para Judá seria de setenta anos de servidão no território da Babilônia (Jr 25.01 - 03; Jr 25.11; Dn 9.02).
& Enviou mensagem de juízo divino a Zedequias (Jr 21.03 - 07).
& Após anunciar o juízo divino em Judá, aconselhou o rei Zedequias (Jr 38.14-21).
& Desrespeitado como profeta de Jeová em Judá; mas respeitado e honrado pelo ímpio rei de Babilônia, Nabucodonosor (Jr 36.01 - 26; Jr 39.11 - 14).
& Jeremias Profetizou para:
F O Egito [Jr 46.01 - 28];
F A Filistia [Jr 47.01 - 07];
F Moabe [Jr 48.01 - 47];
F Amom [Jr 49.01 - 06];
F Edom [Jr 49.07 - 21];
F Damasco [capital da Síria. Jr 49.23 - 27];
F Arábia [Jr 29.28 - 33];
F Elão (elamitas), [Jr 49.34 - 39];
F Babilônia [Jr 43.08 - 13; e, capítulos 50 e 51].

Jeremias faz parte do grupo dos quatro grandes exemplos de servos de Deus que sofreram injustamente, foram eles: José, Jó, Jeremias e Paulo. Jeremias, por exemplo, foi perseguido por sua própria família [Jr 12.06]; foi vítima de uma trama diabólica gerada em sua própria cidade natal, Anatote <> [Jr 11.18 - 23] - Além de sofrer rejeição pública, foi ridicularizado por pessoas religiosas [Jr 20.01 - 03; Jr 20.07 - 09] - Foi preso, açoitado e acusado de traição [Jr 37.11 - 16].
Foi assim que viveu Jeremias. O profeta de Deus em Judá. Num momento de total debilidade, em face de tantas agruras, angústias e dores, chegou a amaldiçoar o próprio dia de seu nascimento [Jr 20.07 - 18].
Hei! - Jeremias teve duas escolhas dadas por Nabucodonosor, por intermédio de seu general Nebuzaradã: sendo - lhe permitido escolher ou a ida para Babilônia, onde, sem dúvida, seria recebido com todas as honras na corte; ou, o viver no meio do seu próprio povo. Preferiu então esta última concessão, e ficou em Judá. Depois disto, ele aconselhou os principais do povo a que não fosse para o Egito, mas que ficassem na sua pátria. Os judeus não se conformaram com esta idéia, mas persistiram em ir para o Egito, obrigando Jeremias e Baruque à acompanhá - los (Jr 43.06).
No Egito, ainda procurou o profeta reconduzir o povo para Deus (Jr 44), não nos dizendo os seus escritos nada mais a respeito do que depois se passou। Todavia, uma antiga tradição assevera que os judeus, ofendidos pelas suas fiéis admoestações, o apedrejaram até a morte. Leia: Jr 44.01; Fp 1.21.





O CUMPRIMENTO DAS PROFECIAS PREDITAS


Jeremias profetizou antes do exílio da Babilônia, durante esse exílio, e posteriormente a ele (Dn 9.02); ou seja, de 626 - 586 a.C.
A missão principal de Jeremias foi a de avisar ao povo da destruição que sobreviria por causa do pecado em que o povo jazia. Mas ele não foi compreendido pelo povo, e por isso, sofreu as maiores humilhações (Jr 37.15; Jr 38.06). Enfrentou muitos falsos profetas os quais eram considerados fiéis pelo povo. Enquanto que Jeremias anunciava a guerra, o povo falava de paz. “Cuidado com esses profetas que só pregam somente àquilo que as pessoas almejam em seus corações”!
O livro de Jeremias se divide em duas partes:

& 1ª Parte - Comissão de Jeremias e Repreensão de Judá. (1 - 25) Na primeira parte, o calendário estar em 626 a.C. Partindo desta data, vamos ao capítulo 1:1-12, onde o profeta recebeu o chamado para o trabalho missionário. Em 1:13, há um bonito quadro: “Uma panela a ferver”. Esta panela representa uma nação que surgiria da banda do Norte. Para os judeus daqueles dias, a panela a ferver seria a Babilônia, a qual iria leva - los cativos para o território babilônico. Mas, em sentido profético é bem parecido com a Rússia, que se levantará contra Israel (aliás, já se levantou, e a panela já está fervendo).
No capítulo 1:18, Deus constituiu o profeta Jeremias como cidade forte, coluna de ferro, muro de bronze, tudo contra os Reis, os Sacerdotes, e o povo da Terra.
Em 5:1, há uma ordem para procurar alguém que faça o bem. Nesta sala, ou, versículo, não foi encontrado ninguém. Creio que nós não estamos neste rol...
Voltemos ao capítulo 4:23 - 25, de onde o profeta olhou o passado, para período Pré - Adâmico, e viu a Terra original “Assolada e Vazia”.
F Que acontecerá!
F Precisamente, foi nesse período que Lúcifer rebelou - se contra Deus; e a Terra sofreu por isso: “E a terra era sem forma e vazia...”

Em Jeremias 18:1 - 6, na interpretação real, este barro representa os judeus, e no sentido da aplicação, o oleiro é Deus, e nós, somos o barro.
No capítulo 20:2 - 3, Jeremias esteve preso num cepo (tronco), este versículo é conhecido por muitos como “Terror de todos os lados”. Apesar dos sofrimentos do profeta, ele pregava de madrugada. Que belo exemplo!


2ª Parte - Juízo e Cativeiro de Judá (26 - 52)

O calendário marca 604 a.C. Esta seção é uma espécie de tribunal, onde o profeta predisse a Ruína de Jerusalém (26:1 - 24).
No capítulo 28:1 - 17, há muitos falsos profetas que profetizam vitória para agradar ao rei. No capítulo 28:15 - 17, está o resultado dessas falsas profecias. No capítulo vinte e nove, estão arquivadas as cartas de Jeremias. No capítulo 31:15, Raquel chora seus filhos. Raquel é uma figura de Israel no cativeiro, e ao mesmo tempo, uma profecia que se cumpriu quando o Rei Herodes mandou matar as crianças de Belém (Mt 2:17 - 18). Raquel aqui, é apenas uma figura de Israel e da Igreja.
No capítulo 36 é relatado um povo que morou em Judá, que não era judeu, mas cujos componentes eram crentes fiéis a Deus - “Os Recabistas” - Que descendiam do sogro de Moisés. Devido à sua fidelidade, nunca faltaram recebistas perante a face do Senhor. Você é recabista? - Oxalá que seja!
No capítulo 36:5, aparece à cela imunda onde Jeremias esteve preso. No versículo vinte e três deste capítulo, aparece um braseiro. E nele o rei queima o “Rolo da Verdade” porque amava a mentira. No capítulo 37:12 - 17, o profeta esteve preso pela terceira vez. E no versículo 21, há uma rua dos padeiros. Onde fabricavam o pão para o profeta comer. No capítulo 39, estão arquivados volumes sobre a história da destruição de Jerusalém por Nabucodonosor. Nos capítulos 37 - 43, Jeremias está no Egito, conforme havia predito em 43:1 - 3. Já nos capítulos 44 - 50, são registradas profecias contra as dez nações árabes que se levantariam contra Israel. Porventura, isto não está se cumprindo nos dias atuais?
No capítulo 50:22 ouve - se o estrondo da batalha na terra e da destruição registrada nos versículos nove, dez, e onze do referido capítulo: “O rei da Babilônia lavra a sentença contra Zedequias Rei de Judá; degolando - se seus filhos à sua vista, e arrancando os seus olhos”. No capítulo 52:12 - 14, o calendário marca o dia, e o mês , de quando a Casa do Senhor foi queimada e os muros derrubados. No capítulo 52:34, o ex - rei de Judá (Joaquim), recebe tratamento ordinário do rei da Babilônia (Nabucodonosor), até o dia da sua morte (morte de Joaquim).
Não adianta passar bem , viver de aparências, receber bom tratamento, e estar em cativeiro!



DISPOSIÇÕES FINAIS


Amado irmão (ã) em Cristo Jesus, aprendemos neste estudo que o profeta Jeremias por vinte e três anos pregou ao povo de Israel, e o povo não o ouvia. Aprendemos também que o profeta Jeremias é denominado como o “Profeta das Lágrimas”, devido ter sido o homem que mais chorou na angústia de um povo em cativeiro.
Diz a Bíblia que Deus usou a Jeremias por vinte e três anos, dizendo ao povo para deixar os seus ídolos; dizendo ao povo que direção de tudo estava em Deus, mas o povo não o ouvia.
Deus então usou Urias, Habacuque, e usou também Sofonias, e eles também não acreditaram. Passaram Setenta anos em cativeiro por não ouvirem a voz de Deus.
Aprendemos também que o mesmo Deus que dá a prova, é o mesmo Deus que aprova depois. O mesmo Deus que colocou a Israel no cativeiro, foi o mesmo Deus que o tirou eles de lá também. Muitas vidas estão em cativeiro nestes dias de hoje: cativeiro de lutas, cativeiro de problemas, cativeiro de desemprego, cativeiro de casamentos não harmoniosos. Mas Deus vai tirar você do cativeiro, vai colocar você em lugar de glória, e tu sairás cantando o hino da vitória!
O resultado dos setenta anos: “- Deus tira o podo de Israel de lá (cativeiro)”. Jeremias 25:11, houve uma promessa de Deus que levaria o povo até a babilônia, mas depois no capítulo 29:11, encontramos Deus dizendo que tiraria - os de lá. E Deus usou o profeta Jeremias para dizer que bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação dói Senhor.
Deus neste momento afirma - te assim:
& 1ª Sm 10:6 - 7 _ E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles e te mudarás em outro homem.
E há de ser que, quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão, porque Deus é contigo.

& Sl 27:14 _ Espera no Senhor, anima - te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.

& Rm 12:12 _ Alegrai - vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.



Aleluia! Glória a Deus!








BIBLIOGRAFIA



& Bíblia de Estudo Pentecostal;

& Bíblia Atualizada, Corrigida e Comentada Almeida;

& Livro de Jeremias (Bíblia Sagrada – R.A.C.)































5 comentários:

Rosilaine disse...

Gráça e Paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo amado irmão.
Quero parabenizar-te por esta obra a qual o Senhor entregou em sua vida. Gráças ao Senhor e depois à esta obra que, depois de eu ter lido este estudo, pude entender melhor minha qualidade de servo do Deus Vivo. E fui grandemente abençoada por esta obra.
Que o nosso Deus continue lhe abençoando mais e mais.

NILZA COUTINHO disse...

Já os meus Parabens vai para o nosso SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO, que pelo seu imenso poder e sua graça, prepara os seus verdadeiros servos, e os usam em sua maravilhosa obra.
E você, meu irmão é um desses (verdadeiro servo)
Graça e Paz do nosso
ao seu coração

Nanda Esteves, Serva do Deus Altissimo disse...

Paz... Vou pregar pela primeira vez na minha vida num culto de evangelistas, e gostaria de pregar sobre Jeremias 1, que fala em relação ao chamado de Deus pra cada um. Gostei muito do seu estudo e gostaria de saber se vc tem algo especifico a essa passagem. Deus abençoe tremendamente a sua vida. Fernanda Esteves nanddaaa@hotmail.com

Silvana disse...

Gostei muito do estudo, estou procurando ler sobre o livro de Jeremias, pois vou começar a ler o livro de Eugene Peterson Animo, só não entendi porque voce colocou seu signo no seu perfil? abraços. meu e-mail é silvanabicudo@hotmail.com









G

Mariana Maricato disse...

Lindo!! Que o Senhor Deus te abençoe sempre e voce possa continuar a escrever, e o Espirito Santo te de sabedoria para voce sempre colocar a Palavra em ação!
Paz e Bem!